Primeiras escolhas importam

Nossas primeiras experiências influenciam as seguintes muito mais do que a gente percebe.

Algumas coisas você não escolhe: sua língua materna, sua primeira escola, sua primeira professora de matemática. Mas tudo isso vai deixando umas estampas na sua vida inteira, influenciando o jeito que você pensa, sua habilidade de perceber as próprias emoções, sua capacidade de entender o mundo e as outras pessoas. Com essas coisas a gente eventualmente aprende a aceitar o que não foi bom, tenta ver o lado positivo da coisa toda. Não tivemos escolha mesmo, não adianta querer mudar o que não tem como.

Agora, sobre as coisas que a gente tem, sim, escolha (o que comer, o que vestir, o que escutar, o que rejeitar), aí acontecem umas coisas estranhas. Muitas vezes, a gente acha que tá escolhendo, mas na verdade não está. O fato é que tem um bug chato no seu cérebro, que faz ele querer que tudo seja meio parecido com o que ele já viu.

O primeiro sabor de sorvete que você escolher, você provavelmente irá repeti-lo muitas vezes, talvez sem nem experimentar muito outros, e irá comparar sempre os outros que experimentar com aquele. Por ter sido a primeira escolha, virou a referência. E às vezes você provou 2 ou 3 diferentes, e já escolhe um favorito… Quero dizer, quantos sabores de sorvete existem?

O primeiro programa de edição de texto que você usou na vida, vem influenciando toda a sua vida de usuário de computador. O tipo de coisas a aparecer na tela, a ação esperada para cada tecla, as respostas aos cliques do mouse, tudo já criou uma primeira impressão que afetarão todas as próximas aplicações que você usa.

Nossas primeiras escolhas, muitas vezes tomadas no automático sem pensar muito, tendem a se repetir e influenciar todas as próximas. Elas definem o espaço em que todas as outras seguintes serão escolhidas e avaliadas.

Pense na primeira vez que você resolveu comer um doce depois do almoço, e quantas próximas vezes você decidiu fazer a mesma coisa sem pestanejar. Ou quando você resolveu que assistir um vídeozinho do YouTube rapidinho no horário de trabalho não dá nada, que até tem a ver um pouco com assuntos do trabalho, e quantos próximos vídeozinhos houveram, alguns nada a ver com o trabalho…

Se você é um programador, a primeira linguagem que você aprendeu influenciará todas as próximas que você aprender. Alguns programadores chegam ao extremo de achar que a sua primeira linguagem é realmente a melhor, tudo que ele precisa, e não vai mudar mais nunca.

Primeiras escolhas importam!
Elas afetam você e as decisões que vai tomar depois, mais do que você consegue se dar conta.

Num mundo em que somos continuamente rodeados de avalanches de informações, fazer boas escolhas iniciais faz muita diferença.

Vamos prestar atenção nas próximas, então. :)

About these ads
Esse post foi publicado em General e marcado , , . Guardar link permanente.